Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Nuperajo apresenta Projeto Horta Orgânica Automatizada para autoridades e comunidade

Publicado em 23/09/2022 às 15:08 - Atualizado em 23/09/2022 às 15:11

Nesta quinta-feira (22), aconteceu no Nuperajo - Núcleo Pedagógico Rural de Joaçaba, o café de apresentação do Projeto Horta Orgânica Automatizada, que contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas, entre autoridades, pais, alunos e professores. Este projeto foi contemplado no Programa Brasil Escola e tem cunho de trabalho inter e transdisciplinar, com a possibilidade de ampliação de metodologias de ensino aplicadas na Unidade Escolar. Joaçaba ficou em 2 º lugar no Estado e em 25º em nível nacional, no eixo inovação.

De acordo com a Secretária de Educação, Rosane Kunen, a reestruturação da Horta Orgânica Automatizada prevê cinco etapas de aplicação e desenvolvimento do projeto. “Na primeira Etapa temos a apresentação do projeto para a comunidade escolar, além de um estudo de viabilidade técnica. A segunda etapa compreende em implantar a estrutura dos canteiros de chão, cercar os novos canteiros e aquisição de equipamentos para o manejo da horta, aquisição das primeiras mudas e sementes, além da implantação das cisternas e berçário de mudas. Na Terceira Etapa será realizada a implantação de bancada para o cultivo hidropônico, além da implantação de um laboratório com lupas de aumento e microscópios, instalação de painéis solares para geração de energia, além da instalação de uma estação meteorológica com monitoramento de temperatura.  A quarta etapa será realizada a mobilização para a recuperação da nascente , e planejamento de ensino associado ao plano de plantio, criação de aplicativos para a automatização dos procedimentos necessários na horta escolar e  a quinta etapa, compreende a utilização dos alimentos produzidos na alimentação escolar, além de envolver os estudantes na aprendizagem de fluxo de caixa para a manutenção da Horta Orgânica Automatizada, contando ainda com planejamento de continuidade da execução do projeto sem financiamento do Programa no qual fomos contemplados”, explicou Rosane.

Para o prefeito Dioclésio Ragnini, este projeto é muito importante para a formação dos alunos. “Este é um projeto piloto de grande importância não só no âmbito escolar, já que os alunos poderão implementar o que se é aprendido em suas casas e contribuir para o desenvolvimento sustentável. Parabenizo todos os envolvidos no projeto e agradeço a todos que de alguma forma contribuíram e acreditaram no projeto”, falou o prefeito.

A escola atende 18 localidades e tem aproximadamente 265 alunos. O total dos recursos recebidos poderá chegar a R$500 mil, ou seja, R$ 100 mil por ano, já que serão 5 anos de execução. O projeto será desenvolvido pelas turmas dos anos finais e além de ter gestores e professores da escola como apoiadores, também conta com o apoio da Epagri, Agro Stella e Polo de Inovação.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar